Design de Produto e a Evolução do Móvel

Tempo de leitura: 5 minutos

Rate this post

O Design de Produto teve importantes movimentos que o definiram e aumentaram sua escala de produção. Nesse artigo vamos falar sobre dois movimentos importantes, o Arts & Crafts e Art Nouveau.

A importância do Arts & Crafts para o design de produto

O design de produto surge no século 19 com um movimento chamado Arts & Crafts entre 1850 -1900. Conhecer esse movimento é importante para entender a evolução do design de produto aplicado a criação de móveis.
À partir da revolução industrial não cabe mais ao artesão desenhar e fabricar o móvel, sendo necessário o papel do designer para fazer a concepção do móvel.


No primeiro período de revolução industrial houve uma grande transformação dos métodos de produção, como energia a vapor e o uso do carvão como grande motor para a nova industria. Esse novo modelo de fabricação ainda está engatinhando, aprendendo a fabricar e estampar e por isso os acabamentos nesta época deixam a desejar para o mobiliário que antes era produzido por artesãos.

Em paralelo, também vemos a questão do êxito rural neste período. O camponês é retirado do campo e vai para cidade trabalhar na industria. Esse camponês que antes criava a própria ovelha para usar a lã como matéria prima, agora é obrigado a produzir com materiais de baixa qualidade o que diminuiu bastante a qualidade dos produtos criados.

Outro ponto importante é o surgimento da classe média, uma classe que precisa trabalhar para tirar seu sustento e não mais produzir seu alimento ou materiais. Dessa forma há uma grande ruptura nesse período que acaba se tornando um terreno propício para o Arts & Crafts.


Essa ruptura foi marcada pelas Expos, sendo a primeira em 1951 no Palácio de Cristal. Evento criado pela rainha Victória para promover os avanços tecnológicos do Reino Unido, é idealizado pelo Principe Charles, marido da rainha. É um evento importantíssimo para o avanço de matérias primas e para o design de produto.

Expo em 1951 no Palácio de Cristal.
Crédito da imagem: stringfixer.com/pt/Crystal_Palace_Exhibition

Esse evento marcou o pensamento do Arts & Crafts e tenta resgatar um pouco da qualidade do artesanal em meio a evolução industrial.

William Moris: o pai do design de produto

William Moris
Crédito da imagem: Wikipédia

William Moris foi o primeiro Designer. Ele criou um manifesto de trabalho que resgatava princípios e materiais do artesanato valorizando a originalidade e criatividade. Não deixava tudo a mercê da máquina prezando assim pela alta qualidade.

Moris cria mais de 600 padrões de papel de parede, estampas aplicados a azulejos, mais de 150 vitrais, 3 fontes tipográficas com mais de 600 acabamentos entre outros materiais importantíssimos para o design de produto com originalidade e qualidade.

Papel de Parede desenhado por Wiliam Moris
Papel de Parede desenhado por Wiliam Moris

Papel de Parede desenhado por Wiliam Moris
Papel de Parede desenhado por Wiliam Moris

A importância do pensamento dele gera resultados até hoje, como por exemplo, o pensamento que rege a criação da Escola Bauhaus. A empresa criada por Morris existe até os dias de hoje.


No Arts & Crafts há menção ao estilo gótico medieval mas com forte presença de novas estampas nas paredes, roupas de cama e cortinas. Inspiradas em interiores de castelos mistura o medieval ao vitoriano.

Michael Thonet

Michael Thonet é um marceneiro que marcou época. Passou vários anos experimentando máquinas e materiais até conseguir reproduzir a cadeira Thonet No. 14 Vienna. Essa foi a décima quarta tentativa desse designer para produzir uma peça industrializada e ao mesmo tempo refinada e elegante. Através do processo de vapor ele utilizava toras de madeira e conseguia criar estruturas simples com acabamento com qualidade artesanal.

Design de produto: Cadeira Thonet No. 14 Vienna
Cadeira Thonet No. 14 Vienna

Design de produto: Série de cadeiras de Michael Thonet
Designs de Michael Thonet

Era um design de produto pensado na otimização do espaço para transporte. Inclusive em um caixote cabiam 50 dessas cadeiras.

A cadeira Thonet tinha um design de produto pensado na otimização do espaço para transporte. Inclusive em um caixote cabiam 50 dessas cadeiras.
Caixote de transporte da cadeira Thonet

A Thonet No. 14 Vienna é o primeiro grande clássico do Design Moderno e um sucesso econômico da produção industrial que até a década de 30 já tinha vendido mais de 50 milhões de unidades.

Design de produto: Miniatura da cadeira Thonet de Balanço
Miniatura da cadeira Thonet de Balanço

Rennie Mackintosh

Rennie Mackintosh
Crédito da imagem: Wikipédia

Rennie Mackintosh é outro nome importante desse período. Arquiteto escocês se beneficiou muito do contato com a cultura japonesa. Isso trouxe para seu design de produto novas texturas, cores e formas para o mobiliário com inspiração na natureza.

O grande ícone é a cadeira Hill House que foi criada por ele para a casa que leva o mesmo nome.

Design de produto: Cadeira Hill House
Crédito da imagem: Enrico Figlia

Design de produto: Interior da Hill House
Interior da Hill House. Crédito da imagem: Fat Creative Blog

O Arts & Crafts é sem dúvida um movimento marcado pela obsessão com a qualidade e detalhes.

Art Nouveau

O estilo seguinte é o Art Nouveau que marca a expansão do design se expandindo para outras áreas da vida através da estamparia em ferro e em aço com riqueza de detalhes e formas orgânicas.

Temos nomes importantes neste período para o design de produto:

Hector Guimard

Arquiteto e desenhista industrial, francês, é considerado o mais representativo nome do movimento Art Nouveau.

Metrô de Paris.
Metrô de Paris.
Crédito da imagem: ndga.wordpress.com

Victor Horta

Arquiteto belga e pioneiro da arquitetura Art Nouveau na Bélgica

Edifício projetado por Victor Horta
Crédito da imagem: aasarchitecture.com

Louis Tiffany

Charles Lewis Tiffany fundou uma das principais marcas de luxo do mundo, a Tiffany & Co. Reverenciado por suas luminárias e vitrines com vitrais, incorporou a natureza como tema decorativo no design de produto.

Design de produto: Luminárias vitrines com vitrais de Louis Tiffany.
Crédito da imagem: Cleveland Museum

Após o Art Noveau tivemos outros movimentos importantes para o design de produto, como o Art Déco e a própria escola de Bauhaus, mas com certeza devemos o surgimento de um mobiliário com escala de produção industrial e qualidade artesanal ao movimento do Arts & Crafts seguido pelo Art Nouveau.

Quer saber mais sobre móveis de design? Então acesse nosso site e não deixe de acompanhar nossas publicações no instagram, facebook, pinterest e youtube.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *