Gesso: dicas e curiosidades

Tempo de leitura: 5 minutos

Rate this post

Se você está construindo ou reformando e planeja utilizar gesso, mas ainda não muito sobre o assunto, vem comigo! Nesse artigo você vai ler curiosidades e informações importantes sobre ele.

A primeira coisa que provavelmente ninguém te contou sobre ele é a sua composição. Você sabia que ele pode conter pó de mármore ou sabão feito de azeitonas? Isso mesmo, azeitonas!

Basicamente, ele é uma mistura de cal ou pó de gesso, areia ou cimento e água que endurece quando seca. Mas há uma grande variedade de opções disponíveis para o gesso moderno, incluindo cal apagada, veneziano (que contém pigmento e pó de mármore), pó de gesso, argila e o gesso marroquino, chamado tadelakt. Esse último é feito de gesso de cal e sabão preto feito das azeitonas.

Banheiro em Taderlak
Imagem: i.pinimg.com

Gesso ou Drywall?

E depois de tanto tempo alta, ele vem sendo substituído agora pelo drywall.

Para quem não sabe, o drywall é um material formado da mistura de gesso com água e alguns aditivos. Em seguida, inserido entre duas chapas de papel acartonado. Isso faz com que as chapas sejam sólidas, leves e muito mais econômicas do que uma parede de alvenaria, por exemplo. É um sistema de vedação, não estrutural. Na maioria das vezes, ele já vai pronto para a obra, e em alguns casos até dispensa o uso da argamassa. Ou seja, o gesso era o material de parede escolhido até a chegada do drywall comercial de fácil instalação.

Entretanto, algumas pessoas ainda preferem o tradicional, pois o consideram tipicamente mais duradouro e mais bonito do que o drywall padrão. Muito utilizado também para revestimentos 3D em paredes, que realçam a decoração assim como os móveis escolhidos.

Entre outros prós: ele pode ser resistente ao fogo e particularmente bom para bloquear o ruído. Por outro lado, é muito mais complicado de instalar do que drywall e difícil e caro de consertar se estiver danificado.

A técnica milenar

O gesso pode ser encontrado até mesmo em pirâmides. Isso porque é uma técnica antiga, e mesmo os métodos mais antigos não diferem muito dos que são utilizados hoje. Lamas de água e argila ou cal têm sido usadas há muito tempo para fortificar cabanas e impedir a entrada da chuva e vento. E, de acordo com o verbete da Enciclopédia Britânica sobre o assunto, os antigos egípcios eram mestres em gesso. Suas pirâmides contêm gesso de 4.000 anos que ainda está em boas condições.

Como o gesso se modernizou

Não se deixe enganar por suas origens antigas. A técnica se modernizou muito ao longo do tempo e hoje funciona muito bem em interiores tradicionais e modernos. E não é apenas para paredes.
Pense além das paredes: você pode usá-lo para criar textura e efeitos esculturais em tudo, desde escadas até lareira.

Ao contrário de muitos tipos de tinta, que é a outra alternativa para revestir paredes, o gesso é amigo do meio ambiente. Ele é um material natural ecologicamente correto: respirável e livre de produtos químicos e VOC. Se você está preocupado com toxinas e acabamentos ecológicos, os naturais são uma boa opção.

Teto de gesso
Imagem: https://memsolucoesconstrutivas.com.br/

O que você deve saber sobre instalação

Além de tudo, o gesso ainda pode ser à prova d’água.
Como já falamos acima, Tadelakt, o gesso marroquino, é feito de gesso de cal e sabão preto feito de azeitonas. A combinação dos dois ingredientes cria uma reação química que resulta num acabamento totalmente à prova de água, mofo e bolor. Isso faz dele uma ótima escolha para a cozinha e banheiro. Mas use com moderação, pois segundo alguns profissionais, o tadelakt é o Rolls-Royce dos acabamentos de gesso de cal.


Geralmente, ele é muito mais caro do que outros tipos. Então, se quiser reduzir os custos, use tadelakt em áreas úmidas e outro tipo em qualquer outro lugar.

Um dos pontos principais é que o gesso requer camadas.
A instalação da maioria deles é bastante trabalhosa e requer pelo menos três camadas. Os cantos, especialmente, são difíceis de aplicar na espátula. E alguns rebocos, como o gesso mesmo, exigem que o operário se mova rapidamente para evitar “juntas frias”, que são pontos de fraqueza.

Aplicação
imagem: blok.com.br

Gesso é caro?

Por ser difícil de instalar, ele acaba sendo caro, variando muito de acordo com cada tipo. Geralmente é cobrado por metro quadrado.
Na hora de fazer o orçamento, os profissionais também levam em conta se o projeto:

  • exige muito trabalho de preparação;
  • é um área de difícil acesso;
  • ou se o material é qualidade superior.

Também é importante saber que, ainda segundo os profissionais, instalar um novo gesso é mais barato do que consertar e recapear o gesso existente. Ou seja, não adianta tentar economizar com isso.

Instalação
Imagem: https://www.atex.com.br/

E aí, você já sabia dessas curiosidades? Aprendeu um pouquinho mais com esse artigo? Espero que sim!

Quer saber mais sobre móveis de design? Então acesse nosso site e não deixe de acompanhar nossas publicações no instagramfacebookpinterest e youtube.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *