Decoração de varanda: 5 facilitadores dos projetos modernos

Tempo de leitura: 6 minutos

Rate this post

Espaços compactos exigem grandes soluções de Design e Arquitetura. Os profissionais destas áreas têm inovado cada vez mais nos projetos, propondo alternativas que otimizam as áreas de habitação. Isso, obviamente, impulsiona o mercado moveleiro, que tem buscado acompanhar as novas tendências respondendo também às necessidades dos seus clientes. E, nesse processo, aparecem propostas para ambientes variados, como de varanda.

Quer saber o que tem mudado nos últimos anos no Design e na Arquitetura dos interiores de varandas? Então, continue lendo para descobrir.

1. Sensibilidade dos projetistas para o ritmo de vida contemporânea

Os projetistas estão realmente bem mais compreensivos e preocupados hoje em dia em atender as necessidades particulares de seus clientes. Ou seja, a proposta de varanda para uma família pode não funcionar para outra.

Isso vai depender das atividades que desempenham dentro de casa, se buscam muito este espaço para lazer e contemplação, ou se é para estudo e leitura, área extra de depósito, home office e além.

Entender o que as pessoas desejam e o que a área de espaço permite pode mudar completamente as linhas de propostas de Design e Arquitetura.

Inclusive, isso deve impactar diretamente na escolha de móveis, fechamentos de janelas ou balcões, instalação de cortinas, criação de áreas verdes, e muito mais. Contudo, algo que vai permanecer sempre igual em todos os trabalhos é a necessidade de conexão visual deste cômodo com os interiores da casa.

Ressaltamos isso, pois um dos maiores erros que as pessoas cometem nos projetos de interiores é pensar na casa de modo segmentado. Lembre-se que todo o imóvel é uma unidade. E para que ele não pareça confuso, desorganizado e até pequeno, o ideal é estabelecer um estilo de decoração para o todo; e , a partir disso, personalizar os cômodos adequando os detalhes – como o número de móveis – às necessidades dos usuários.

Imagem: Viva Decora / Adriana Fontana

Varandas geralmente possuem grandes aberturas para quartos e salas. Às vezes, dependendo do caso, também é feita uma integração de cozinha e lavanderia com varanda. E, ao percorrer de um ambiente ao outro, a pessoa deve sentir esse caminho livre, fluido e harmonioso.

Mesmo que sejam criados setores com cores e materiais diferentes, a transição de chegada e saída deles precisa mostrar um sutil degradê de tonalidades ou desníveis. Isso vale também para pisos e rebaixos de forros, então fica a dica.

2. Projetos de varanda contando com marcenaria feita sob medida

Depois que se entende os gostos e as necessidades dos moradores, é vez de analisar o que se pode fazer com o espaço com base no aproveitamento máximo de suas medidas.

Neste momento, soluções de marcenaria sob medida fazem toda a diferença. Isso porque, desse jeito, é possível preencher, onde possível, espaços estreitos e vazios de plantas irregulares, além fazer a criação de ilhas e prever a instalação de balcões sob pias mais armários aéreos.

Imagem: Rachel Orodeschi / GoUp Arquitetura

3. Materiais mais adequados para áreas externas

Não podemos nos esquecer de que varandas são áreas originalmente abertas. Por isso, inevitavelmente, elas vão sofrer mais com a ação de raios de sol, ventos, umidade do ar e até talvez maresia vindo de fora da casa.

Mas os móveis sob medida podem ter sua fabricação personalizada para ganhar mais resistência, como é o caso do tamponamento de portas e laterais com lâminas vinílicas; sem contar os puxadores em material anti-ferrugem.

Também já estão à venda nas lojas diversos modelos de móveis prontos para áreas externas. Eles costumam ser classificados como ‘móveis para jardim’. Alguns são de matéria plástica mais resistente ao calor.

Os estofados também têm ganhado tecidos com impermeabilização – conhecidos como ‘acquablock’. E qualquer item de madeira, quando não vier com proteção de fábrica, deve receber uma pintura especial de proteção, que pode ser de stain ou verniz.

São móveis bastante utilizados em decoração de varandas compactas:

  • Banco com baú tipo banco alemão;
  • Conjuntos de poltronas e cadeiras de braços finos;
  • Cadeiras e mesas de refeições empilháveis ou que se dobram;
  • Conjunto de armários sob medida com garrafeiro;
  • Nicho para frigobar;
  • Módulo vazado para aquecedores de água, para pias, alto para vassouras e outros itens de limpeza, e mais.

4. Personalização de varanda com paleta de cores diferenciada

As pessoas desejam ter uma rotina mais prática, mas também se importam menos hoje com a limpeza das varandas, pois são áreas que costumam ser fechadas.

Por isso mesmo, ambientes assim podem ser mais bem decorados com quadrinhos, lamparinas, pendentes e esculturas. Claro que também já são encontrados no mercado tapetes, almofadas e futons para áreas externas e que se encaixam muito bem para ambientes de varanda. E não podemos nos esquecer das prateleiras para vasos de plantas.

Enfim, você tem duas opções para decorar sua varanda de casa com cores. Uma delas é a partir da combinação de uma decoração mais clean adaptada para a casa, que não vai comprometer a arquitetura externa da edificação. Por outro lado, pode-se tentar integrar o visual desse espaço com jardim e paisagem ao redor, como campo ou praia.

Imagem: Decoradoria Decoração Online
Imagem: Mauren Buest

5. Toque final com ajuda de objetos de design e natureza

Não é preciso exagerar para acrescentar estilo à decoração da varanda. As cores, mesmo que presentes em elementos pequenos, sempre serão as melhores aliadas.

Depois, é possível explorar texturas de materiais, como a madeira natural, cerâmica sem acabamento, concreto aparente e pedriscos. E nem precisamos falar das cores e texturas das próprias plantas, que podem estar por toda parte.

Aliás, uma forte tendência em decoração de varandas compactas é a utilização de jardins verticais ou suspensos. Eles podem ser compostos por estruturas para paredes verdes.

Ou ainda, uma ideia mais simples é instalar quadros vivos – como aqueles que são montados com suculentas – e prateleiras para vasos com espécies pendentes – como samambaias, renda-portuguesa, lambari, dentre outras.

Decorações mais rústicas “pedem” elementos como mesinhas feitas de pedaços de troncos, cestas de palha e esculturas de madeira lembrando pássaros e outros animais.

Ao invés disso, pode-se querer uma varanda em estilo clássico, com seat gardens de louça e colunas altas para vasos. E ainda tem as varandas modernas de visual arrojado, com eletrodomésticos e armários em cores vivas, como azul anil.

Então, qual dessas opções de varanda tem a ver com você? Comece esse projeto agora mesmo.

Imagem: Tatiana Baroni / Tatiana Moreira
Imagem: MAV Arquitetura

Essas dicas de decoração foram criadas pela equipe Viva Decora.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.