6 fatos que podem afetar sua reforma

Tempo de leitura: 7 minutos

Rate this post

Uma reforma sempre requer muito planejamento. Mesmo que seja pequena, é importante avaliar as probabilidades do que pode dar errado: faltar pedreiro, falta de material, etc. Contudo, existem alguns fatores que podem influenciar (e muito) em uma reforma e que muitas vezes nos esquecemos.

Por isso, nós da Essência Móveis estamos aqui para te mostrar seis fatos que podem afetar a sua reforma e que merecem sua atenção.

Dicas para evitar problemas em sua reforma

1 – Não começar a reforma na base

Pode parecer papo furado, mas a maioria dos erros que ocorrem em uma obra são por parte da falta de definição do contratante. Isso porque quando imaginamos nossa casa reformada, nunca idealizamos as argamassas na parede, encanamento, instalação elétrica e outras coisinhas mais.

Afinal, é comum que a gente imagine apenas o resultado final, sem considerar os meios – e na verdade nem mesmo o início. 


Apesar de ser importante você saber qual resultado final deseja obter, você também deve pensar no passo a passo de cada etapa: espaço disponível por cômodo; espaço de armazenamento e, principalmente, funcionalidade de cada cômodo.

E já que você pretende começar uma reforma, avalie se existem problemas estruturais como rachaduras em paredes, cupins e outros insetos, rede elétrica e encanamento.

Apenas a partir daí você poderá avaliar o que será possível ou não ser feito.

2 – Não fazer reserva extra para a reforma

Obras podem sair muito mais caro do que imaginamos. Se você acompanha algum programa de reforma como “Irmãos à obra” ou “Ame-a ou Deixe-a” já percebeu que sempre pode acontecer algum imprevisto capaz de encarecer a obra ou até mesmo de torná-la inviável. 

Por isso, como os próprios Drew e Gillian aconselham: deixe parte do valor para emergências, esse valor não deve ser um dinheiro que você possa precisar para outra coisa. O fundo de emergência deve estar à sua disposição caso seja necessário utilizá-lo.

3 – Pensar apenas no agora

Antes de se preparar para uma reforma, você deve se perguntar não apenas o por quê de fazer aquilo, mas também quais são as vantagens e desvantagens: dinheiro e tempo empregados, por exemplo. Será que é um bom custo benefício? Como essa obra irá me beneficiar? Essas são questões comuns e de fácil resposta. 

Entretanto, as respostas não são tão fáceis assim quando consideramos nossas vontades: uma sala de estar que parece ter saído de uma capa de revista, ou um closet no lugar do quarto de hóspedes. 

Você deve pensar no futuro sempre e se perguntar: por quanto tempo eu terei proveito desse móvel, ou desse quarto? De quê adianta o uso de um material mais barato para os armários se em poucos anos terei que trocá-lo? Será que realmente vale a pena me desfazer de um guarda-roupas e trocar por uma arara?

Quando falo em pensar no futuro e não no agora, é justamente sobre ter essa visão além. Verifique a qualidade e durabilidade de todos os itens que irá adquirir. Afinal, ninguém merece ter uma reforma a cada cinco anos.

4 – (Não) Faça você mesmo

Esse item é justamente quando se trata de reformas pontuais como um dos quartos ou do banheiro. É muito comum a gente querer dar um “jeitinho”: pegar aquela pequena reforma no quarto e fazer durante as férias, ou então tirar a ideia de inspirações online e apenas pedir para o pedreiro executar.

Até mesmo em reformas simples é necessário a opinião (e dedo) de um especialista no assunto. Normalmente, quando você prefere reformar por conta própria, você está assumindo o risco de gastar mais tempo e dinheiro do que o necessário.

Decisões como essa impactarão intrinsecamente sua reforma e podem ser decisivas no resultado final a ser obtido.

5 – Fazer “o que dá”

Junto com o “isso eu dou conta de fazer”, o “fazer o que dá” está entre os principais vilões que podem arruinar sua obra.

Imagine a seguinte situação: você quer reformar o seu banheiro e juntou uma quantia que acha que será viável. Então, você já corre, contrata um pedreiro conhecido, vai na casa de construção e compra o que “acha” que irá precisar para a reforma.

Agora, após a retirada de todo o piso, pia e sanitários (que já foram para o lixo) você percebe que a quantidade de cerâmica para o chão não será o suficiente, ou então há um vazamento que você nem sabia que existia sobre a descarga.

Agora, você terá que gastar mais do que o planejado em sua “pequena reforma”.

Apesar de hipotética, essa é uma situação muito comum e ela ocorre por um simples motivo: falta de orçamento e planejamento.

Por isso, antes de dar início a uma obra você cede ter a certeza que poderá concluí-la. Junto ao fundo de reserva, avalie todos os materiais que serão necessários.

E quando falo de orçamento, é um orçamento completo! De nada adianta orçar e manter-se ao plano nas reformas primárias e não fazer o mesmo para os móveis e objetos decorativos.

Em seu orçamento e planejamento deve conter tudo o que você pretende fazer, os materiais, os preços desses materiais em mais de uma loja, os móveis e objetos que precisa e que deseja. E até mesmo minúcias como o chuveiro que será instalado e os suportes para toalhas.

6 – Falta de profissionais qualificados

A ausência de profissionais qualificados na entrega do serviço é um erro que pode acabar com sua obra. Faltas não justificadas, gasto a mais com materiais e possíveis “reparos” por erro do pedreiro ou do arquiteto estão entre as principais reclamações de quem passou por reformas. 

Por isso, quando decidir que é hora de dar uma mudar a sua casa, procure engenheiros e arquitetos qualificados. Busque recomendações e vale até dar uma checada nas redes sociais de escritórios e construtoras. 

Ah, e lembre-se de sempre levar em consideração as informações e opiniões dadas pelos profissionais envolvidos na reforma da sua casa. Afinal, essa até pode ser a sua casa, mas essas pessoas possuem mais experiência que você na área e serão capazes de te dar informações coerentes e sólidas.

Bônus: Cuidado com as taxas

Muitas modificações em ambientes precisam ser realizadas sob a submissão de projetos e pagamento de taxas para órgãos de diversas esferas públicas. Essas taxas não saem baratas e podem quebrar todo o seu projeto. 

Por isso, antes de iniciar a reforma, contenha sua empolgação, contate um engenheiro civil ou arquiteto da sua cidade e informe-se sobre quais os passos a serem realizados pré e pós reforma.

Conheça a Essência Móveis

A Essência Móveis é uma loja de alta decoração, que além de fornecer móveis com um preço justo, também dá dicas para ajudar na decoração de ambientes. Dessa forma, com as dicas e produtos da Essência Móveis, você pode melhorar a estética do seu lar e criar um ambiente agradável.

Para encontrar móveis e outros itens de decoração, acesse nosso site. Se você gostou dessa publicação sobre inspiração de decoração com cores frias, no nosso blog você pode encontrar mais conteúdos como esse. Você também pode encontrar conteúdo sobre móveis e designs nas publicações das nossas redes sociais Instagram, Facebook, Pinterest e Youtube.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.